• Home
  • Programação
  • 2018 - Formação em Ética Aplicada - Ética e o Princípio da Conexão
Programação
2018 - Formação em Ética Aplicada - Ética e o Princípio da Conexão

16 de março a 2 de dezembro de 2018

Com Fernando Stanziani, Basilio Pawlowicz, George Barcat, José Romão Trigo de Aguiar, Lia Diskin e professores convidados


O mundo humano encontra-se dissonante, estamos conscientes disso. Em casa, na cidade, no país e no planeta as pessoas se veem a todo instante (e às vezes inesperadamente) enredadas em dilemas que as obrigam a decidir rapidamente o que fazer. Vida pública e a privada são invadidas de lado a lado por questões ou situações que geram conflitos de grande pressão emocional. Promessas de felicidade se misturam a ameaças à paz e à harmonia da vida.

Novas tecnologias e novas ideias sobre o que é bom na vida individual e na vida comunitária exigem um novo olhar da ética, e cada ser humano se vê convocado a rever crenças e valores e a refinar sua sensibilidade para perceber conexões e interdependências cada vez maiores e mais evidentes.

Parte desse novo olhar da ética diz respeito a como tratar e, se possível, antecipar problemas humanos e suas consequências em campos do conhecimento que se multiplicam e interagem de modo complexo. Abrem-se assim os caminhos da ética aplicada, que se propõe a examinar as várias dimensões da vida em comunidade: social, política, direito, economia, jornalismo, ciência, tecnologia, medicina, psicologia, ecologia, genética, empresas e negócios...etc.

Entretanto, esse novo olhar torna ainda mais urgente o grande desafio da ética: passar da reflexão para a ação. Como identificar com clareza os dilemas éticos nos conflitos? Quais as responsabilidades pessoais e coletivas para com os valores éticos? Como orientar recursos e coragem pessoais para agir eticamente? Como analisar uma decisão ética complexa?

Balanceando sólida base teórica com boa dose de atividades práticas e oficinas de dilemas éticos, o curso oferece uma compreensão sobre a natureza da ética e as formas de abordar os dilemas éticos mais comumente encontrados nos agrupamentos humanos.




Objetivo da Formação

Fornecer elementos para que os participantes tenham condições de lidar com questões éticas ou morais complexas tendo em vista duas áreas de atuação do eticista:
(I) Apoiar pessoas* nos processos de resolução de situações e decisões difíceis (dilemas éticos, conflitos de valores, conflitos de interesses e questões de justiça).
 *Pessoas: pais, filhos, amigos, administradores, médicos, psicanalistas, psicólogos, engenheiros, advogados, mediadores etc.
(II) Desenvolver projetos de aprimoramento da cultura de organizações ou comunidades visando:
• Promover o hábito de resolver conflitos com base no diálogo, na honestidade e no respeito mútuo. Ética como arte da convivência.
• Colaborar no desenvolvimento e na gestão de programas de integridade corporativa (ética e compliance) – Ética nas Organizações públicas, privadas e sociais.

Exemplos de questões inesgotáveis:
• Como orientar os recursos e coragem pessoais para agir eticamente e enfrentar as “tentações”?
• Como equilibrar a boa vida com a vida boa? Dialética entre egoísmo e altruísmo.
• Como identificar os fatos morais presentes em situações cotidianas: relacionamentos pessoais, relacionamentos profissionais, negócios, consumo, alimentação etc.?
• É possível definir a fronteira entre boa-fé e má-fé, honestidade e desonestidade, bem e mal?
• Como escolher e aplicar uma punição justa?
• Como lidar com a dialética entre direitos, deveres e responsabilidades em ambientes de relativismo moral? Existem “margens de manobra” relativas à conduta ética ou, em outros termos, existem situações em que a flexibilidade moral é aceitável?
• É possível conciliar tradições éticas de culturas e civilizações distintas?
• Como equilibrar a heteronomia (padrões de conduta pré-formatados e impostos por “autoridades”, leis e códigos de conduta) pela autonomia (agir com base na reflexão e no senso de responsabilidade)?
• Como atenuar o desejo de ganhar a discussão, destampar ouvidos e abrir espaços reais de debate e diálogo?
• Quem tem razão: Maquiavel ou Gandhi? Hobbes ou Rousseau? Aristóteles, Stuart Mill ou Kant? Platão ou Nietzsche? Agostinho, Lutero ou Richard Dawkins?
• Como realizar bons negócios que também sejam negócios bons.
• Por que “gente boa” também pisa no tomate? Como usar a psicologia e a ética comportamentais para diminuir a ocorrência de atos criminosos (corrupção, fraude, lavagem de dinheiro, cartéis etc.) nas atividades, negócios e operações das organizações?



Calendário 2018

16, 17 e 18 de março           17, 18 e 19 de agosto
13, 14 e 15 de abril               14, 15 e 16 de setembro
18, 19 e 20 de maio              19, 20 e 21 de outubro
15, 16 e 17 de junho             9, 10 e 11 de novembro
13, 14 e 15 de julho              30 de novembro 1 e 2 de dezembro


Horários:

Sextas-feiras das 19h30 às 21h30
Sábados das 9h às 18h
Domingos das 9h às 12h



Público
O curso não tem pré-requisito e visa atender aos interesses de dois tipos de públicos:
• Aqueles que pretendem atuar como eticistas – profissionais ou voluntários – em organizações privadas, sociais ou públicas.
• Aqueles que não pretendem atuar como especialistas em ética, mas que desejam ampliar sua visão de mundo e seus conhecimentos sobre a vida em comum.

Os participantes interessados em receber um certificado terão as seguintes responsabilidades:
• Ter frequência mínima de 80%.
• Redigir uma breve dissertação (mínimo de 10 e máximo de 20 páginas tamanho A4) sobre tema pertinente ao curso.
• Evidentemente, os participantes sem interesse na certificação estão isentos desses compromissos.



Programa

• Breve história da Ética
• Conceitos Fundamentais de Ética
• Teorias Éticas:
− Ética das Virtudes (Aristóteles, Estóicos e Tomás de Aquino).
− Ética do Dever ser (Kant).
− Consequencialismo e Utilitarismo (Jeremias Bentham e Stuart Mill).
− Ética da Alteridade (Buber e Lévinas) e Complexidade (Morin)
• Fronteiras entre Ética e Biologia, Antropologia, Neurociência, Psicologia e Religião.
• Fundamentos da Ética Comportamental
− Formação da consciência moral no desenvolvimento psicofisiológico.
− O equilíbrio dinâmico entre neurociência e ética: O que uma tem a dizer a outra?
− A educação para valores como base para conquistas da boa vivência e da boa convivência.
• Questões de Ética Aplicada
− O giro ético frente à complexidade da vida contemporânea e ao fascinante prodígio das ciências e da tecnologia.
− Novos conhecimentos, novos e contínuos dilemas: Liberdade e responsabilidade humana (direitos humanos); Política, justiça e desenvolvimento social; Bioética; Meio ambiente e direitos animais; Fronteiras das ciências e das tecnologias; Economia e vida organizacional / empresarial.
− Exercícios sobre resolução de dilemas éticos nos vários campos da ética aplicada.
• Oficinas para discussão de dilemas:
− Plano geral das quatro dimensões da ação ética, (1) Sensibilidade e imaginação ética (PERCEBA!); (2) Julgamento Ético (PENSE!); (3) Motivação Ética (FOQUE!); (4) Ação Ética (AJA!).
− Introdução às práticas de mediação e diálogos e CNV.



Professores

Basilio Pawlowicz, Filósofo e educador. Cofundador da Palas Athena. Mentor, orientador e professor de programas e projetos sócioeducativos voltados ao encontro das culturas e dos saberes.

Fernando Stanziani, Psicólogo, psicoterapeuta e engenheiro. Mestre pelo Programa de Estudos de Pós-graduação em Ciências da Religião da PUC-SP, especialista em Psicologia Analítica (C. G. Jung) pelo Instituto Sedes Sapientiae - SP. Consultor empresarial em desenvolvimento humano e ética organizacional. Professor universitário nas disciplinas de Psicologia e Ética.
 

George Barcat, conselheiro e professor da Associação Palas Athena. Especialista em Ética Empresarial. Membro fundador do Instituto de Compliance e Integridade Corporativa (ICIC). Analista de Sistemas. Professor de ética, filosofia e ética empresarial.

José Romão Trigo de Aguiar, Médico homeopata, psicoterapeuta e professor de Ética e Filosofia do Oriente e Ocidente da Palas Athena. Fundador da Soc. Univ. Médica de Estímulo à Pesquisa (SUMEP). Professor do Curso de Formação de Terapeutas – FONTE, do Curso de Pós Graduação Lato Sensu em “Jogos Cooperativos” – UNIMONTE e do Curso de Especialização em Medicina Comportamental – ligado à UNIFESP; Membro da Diretoria do Instituto de Cultura Homeopática – Escola de Homeopatia. Coordenador do Projeto Social Agentes de Cidadania (capacitação de jovens) – IAKAP. Co-autor do livro Homeopatia da coleção Para Saber Mais – Editora Abril. 

Lia Diskin, Jornalista especializada em Crítica Literária pelo Instituto Superior de Periodismo José Hernandez (Buenos Aires). Realizou estudos sobre as Upanixades na Vedanta Society em Uttar Pradesh, Índia. Especializou-se nos filósofos Nagarjuna e Kamala Shila no Centre for Tibetan Studies da Library of Tibetan Works and Archives em Dharamsala, Índia. Responsável pelas visitas do Dalai Lama ao Brasil. Cofundadora da Palas Athena, criadora e mentora de programas educacionais e projetos sócioeducativos, de redes de parti cipação cidadã e parcerias dos mais diversos setores da sociedade. Coordenadora do Comitê da Cultura de Paz - um programa da UNESCO. Criadora do programa de Atenção e Concentração nas Práticas Meditativas que há 8 anos é ministrado para a formação de profissionais da Saúde da Secretaria Municipal de Saúde - Prefeitura de São Paulo. Esse programa é adotado em escolas de educação formal e como disciplina eletiva na UNIFESP.


Professores convidados



Denise Ramos, Professora titular do Programa de Estudos Pós-graduados em Psicologia Clínica e coordenadora do Núcleo de Estudos Junguianos da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP). Analista membro da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica. Membro da Academia Paulista de Psicologia, cadeira número 27. Foi vice-presidente da International Association for Analytical Psychology, em Zurique. Autora de vários livros e artigos e palestrante internacional, esteve recentemente como conferencista em Moscou, Zurique, Montevideo e Ottawa.

Edgard de Assis Carvalho, Graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP) em 1968, Doutorado em Antropologia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Rio Claro em 1974, Pós-Doutorado pela École des Hautes en Sciences Sociales (EHESS) em 1980 e Livre-Docente pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (UNESP) em 1995. Atualmente é professor titular de Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e Coordenador do Núcleo de Estudos da Complexidade, Membro do Conselho Científico da Universidad del Mundo Real, Hermosillo, México. Representante da Cátedra Itinerante da Unesco Edgard Morin. Trabalhos, livros, artigos, orientações de dissertações e teses na área da Teoria Antropológica Contemporânea e Antropologia dos Sistemas Complexos.

Mônica Simas, Professora da Universidade de São Paulo (USP) e voluntária na Palas Athena, investigadora das relações luso-chinesas, com predominância sobre os estudos da Literatura de Macau. Começou a praticar qi gong e tai ji quan com Wu Jyh Cherng, em 1982. Aprofundou seus conhecimentos, a partir dos anos 90, dedicando-se aos estudos do pensamento chinês, textos sagrados do Taoísmo e clássicos da cultura chinesa, como Tao Te Ching, Yin Fu Ching, entre outros.

Entre outros.




Inscrição



Valor da Formação : 10x R$ 560,00

Confirmação da inscrição mediante pagamento da primeira parcela.
Se desejar, é possível pagar o valor total, as 10 parcelas, no cartão de crédito.



R$ 560,00

Pagamento da 1º parcela
Demais parcelas por boleto bancário com vencimento a partir de abril de 2018
 

10x R$ 560,00

Pagamento do valor total do curso, parcelado em até 10x no cartão de crédito

 



Formas de Pagamento
- Boleto bancário (à vista)
- Cartão de crédito (VISA, MASTERCARD e AMERICAN EXPRESS)
Outras formas de pagamento na recepção da Palas Athena (11) 3050-6188


Ao realizar a inscrição online, declaro que li e aceito os termos do contrato para cursos de Formação. Este contrato deverá ser impresso, assinado e entregue no primeiro dia de aula. Clique aqui para baixar o contrato.