Programação
Educação Emocional

Com Adriana Fóz, Alcione Marques e equipe NeuroConecte
21 de abril e 12 de maio de 2018, sábados, das 9h às 18h


Emoções: Para que e por que aprender sobre elas?

Ao longo do dia, experimentamos inúmeras emoções, que vêm e vão, muitas vezes sem nos darmos conta disso. Sendo parte da natureza humana, frequentemente as encaramos como algo que não podemos mudar; mas a dificuldade de lidar com nossas próprias emoções é um fator que pode comprometer a saúde física e mental e, não raro, os relacionamentos na vida pessoal e no trabalho. 

A dimensão emocional é especialmente importante em tempos complexos, quando possuir habilidades para lidar com situações cada vez mais exigentes pode ser um diferencial que promove o bem-estar. Estudos mostram que conhecer o que sentimos e como nosso organismo reage às emoções é fundamental para aprender a conviver melhor com o turbilhão de emoções que nos invadem a todo momento, em meio às demandas da vida cotidiana. 

Com base na Neurociência e na Psicologia Cognitiva, este curso tem por objetivo promover o conhecimento e a identificação das principais emoções básicas, levar à reflexão sobre o impacto das reações a essas emoções e desenvolver o aprendizado de estratégias que possibilitem lidar com elas de modo mais construtivo.

Os dois módulos do curso buscam construir o conhecimento através das Rodas de Conversa como recurso dialógico, de vivências e práticas de Mindfulness (Atenção Plena) para o manejo das emoções. São técnicas que favorecem a percepção dos estados e reações emocionais, levando ao aprofundamento do autoconhecimento e à atribuição de sentido ao que vivemos.

Curso composto de 2 módulos, com carga horária total de 16 horas.


Parte 1 –  21 de abril de 2018


Neurociência das Emoções
Com base na Neurociência, traremos informações sobre o funcionamento do cérebro e os mecanismos de interação entre cérebro, comportamento e emoções. Antigas e novas teorias, conceitos e práticas buscam desvendar e oferecer estratégias para melhor lidar com as emoções e seus reflexos no comportamento.

Raiva e Frustração

A Raiva é considerada a emoção básica de maior prevalência. É também a emoção que pode acarretar os efeitos mais destrutivos, quando mal direcionada. Este módulo tem como objetivo levar o participante a identificar esta emoção em si e no outro, perceber quando ela é desencadeada, reconhecer as reações e o impacto que causa no ambiente e nas relações. Abordaremos os mecanismos neurofisiológicos da Raiva, seus aspectos construtivos e destrutivos, o ciclo da emoção, reações, expressões e alternativas de como manejá-la.


Parte 2 – 12 de maio de 2018

Medo e Ansiedade

O medo é uma emoção associada ao perigo, que garante a percepção de situações de risco. Sem ele praticamente não conseguiríamos notar situações desse tipo, o que diminuiria consideravelmente nossas chances de sucesso no meio ambiente. Entretanto, por vezes nos deparamos com um medo inexplicável, que nos paralisa, causa sofrimento psicológico e traz prejuízo social; neste módulo, exploraremos as estratégias para lidar com o medo exagerado, os mecanismos neurofisiológicos do medo, seus aspectos construtivos e destrutivos e as alternativas de manejo desta emoção.

Tristeza
A tristeza é um sentimento que responde a estímulos internos – recordações, memórias, vivências– e externos, como a perda de um emprego ou de um amor. Examinaremos o caráter natural e saudável da tristeza que, assim como todas as outras emoções, corresponde a um estado temporário e deve ser usada a nosso favor. Estudaremos os mecanismos neurofisiológicos da tristeza e as alternativas de manejo desta emoção para que ela se manifeste em menor grau de intensidade.

Emoções Agradáveis
As emoções agradáveis são indicadores de bem-estar emocional e físico. Elas funcionam como um forte amortecedor contra o estresse, as divergências e a decepção. Experiências de emoções agradáveis alteram a forma como pensamos sobre um problema e nos orientam para a criação de soluções, com efeitos positivos imediatos que contribuem para o bem-estar. A felicidade inibe o aparecimento de sentimentos negativos e favorece o aumento da energia existente. A tranquilidade faz com que o corpo se recupere rapidamente do estímulo causado por emoções perturbadoras, predispondo o indivíduo a executar com entusiasmo e motivação qualquer tarefa que surja. Neste módulo, conheceremos os aspectos neurofisiológicos das emoções agradáveis, refletiremos sobre os valores e a dinamização do autoconhecimento integral, favorecendo a percepção da influência destas emoções na vida de cada um, e ofereceremos recursos para autopercepção e autogerenciamento emocional.




 

 


 

Docente
Adriana Fóz, Educadora, pela faculdade de Educação da USP (FEUSP), pós graduada em Psicologia da Educação (USP), especialista em Psicopedagogia (Instituto Sedes Sapientae) e Neuropsicologia (CDN/UNIFESP). Pesquisadora CNPq em Neurociências da Educação, mestranda pela UNIFESP. Diretora Clínica Unidade Integrativa HSM. Atende em consultório, pacientes adolescentes e adultos. Presta consultoria em educação e saúde da mente para instituições e corporações. Ministra palestras por todo o Brasil, é autora de diversos livros e consultora de importantes revistas educacionais.


Alcione Marques, Pedagoga, Psicopedagoga Clínica e Escolar pelo Instituto Sedes Sapientiae com aprimoramento em Reabilitação Cognitiva, mestranda pela UNIFESP em Educação e Saúde. Trabalha há mais de vinte anos na área da Educação e hoje atende crianças e adolescentes com problemas de aprendizagem. Docente na pós-graduação em Psicopedagogia do Instituto Sedes Sapientiae, é palestrante de temas ligados à aprendizagem e Educação.