Programação
Mitos e símbolos - Aproximações a uma realidade fugidia

Com Basilio Pawlowicz
12 de março a 25 de junho de 2018, segundas-feiras, das 14h30 às 16h30


O termo “mito” tem origem na raiz indo-europeia mi (como em mí-nimo ou em mi-stério) – e o significado primeiro é “piscadela”, isto é, o reagir dos olhos ante o ofuscamento provocado pela luminosidade daquilo que se quer enxergar.

O mito não pretende decifrar ou explicar a realidade. Seu propósito é nos convidar a buscá-la, é mover as “certezas” do senso comum e adentrar espaços de compreensão nunca explorados.

Eis a razão pela qual os mitos têm infinitas leituras; leituras que se atualizam e renovam pois nunca envelhecem.

Os símbolos, por sua vez, expressam nesse “mínimo” cartografias espirituais alimentadas por culturas que se propagam no tempo, mantendo viva a experiência ou epifania que os originaram.

Neste curso vamos nos familiarizar com as matrizes míticas e simbólicas que criaram a singularidade das culturas egípcia, indiana, greco-romana, mesoamericana... e as que estão ainda presentes na sociedade contemporânea.

 



 

 



Docente

Basilio Pawlowicz, Filósofo e educador. Cofundador da Palas Athena. Mentor, orientador e professor de programas e projetos sócioeducativos voltados ao encontro das culturas e dos saberes.