Programação
O nome da arte

Com Frédéric Petitdemange
9 de maio a 27 de junho de 2018, quartas-feiras das 19h30 às 21h30


Uma história da arte pelo estudo dos termos que caracterizam os estilos e movimentos artísticos.

Neste curso abordaremos a história das artes estudando os termos empregados para nomear as diversas correntes da produção artística, classificando as obras em categorias, gêneros, estilos, maneiras, escolas e movimentos. Esses termos, fruto dos discursos sobre as artes, levantam questões esclarecedoras e pertinentes sobre as concepções da arte e as variações do gosto ao longo da história. Permitem também um canal para refinar nossa sensibilidade no tocante à apreciação de obras de arte.




 

 



 

Programa
Introdução: Os discursos sobre a arte: Ekfrasis, filosofia, história da arte, arqueologia, a estética, crítica de arte, sociologia da arte.
A escolha dos termos para qualificar o que? Substantivo; Adjetivo. Os critérios de classificação: Arte pré-histórica, arte parietal, pinturas rupestres.
Arte antiga (parte 1): Arte mesopotâmica, arte egípcia, arte persa, arte grega, arte romana, arte medieval, arte cristã, arte renascentista, arte maneirista,
Arte antiga (parte 2): Arte barroca, arte rococó, maneira antiga,
Os “ISMOS” nos séculos XVIII e XIX: Romantismo, orientalismo, neoclassicismo.
Os “ISMOS” na segunda metade do século XIX: Realismo, impressionismo, neoimpressionismo, pontilhismo, divisionismo, pós-impressionismo, tachismo, sincretismo, simbolismo, art nouveau.
Os “ISMOS” na primeira metade do século XX: Vanguardas, modernismo, fauvismo, primitivismo, expressionismo, cubismo, futurismo, suprematismo, construtivismo, dadaísmo, surrealismo, art deco pop arte, novo realismo.
Os “ISMOS” na segunda metade do século XX e no século XXI: Arte bruta, arte informal, arte conceitual, body arte, land arte, vídeo arte, street arte.

 

Docente
Frédéric Petitdemange, Formado em História da arte pela École du Louvre, Mestrado e DEA em História da Arte e Arqueologia, na Université de Paris I Panthéon Sorbonne, Mestrado e doutorando em filosofia no Departamento de Filosofia na Universidade de São Paulo (USP).