• Home
  • Programação
  • CANCELADO: Educação para o Singular
    Contribuições do Sufismo a um pensamento sobre educação
Programação
CANCELADO: Educação para o Singular
Contribuições do Sufismo a um pensamento sobre educação

Com Bia Machado
3 de outubro a 7 de novembro de 2018, quartas-feiras, das 19h30 às 21h30

Um navegante utiliza o céu para navegar. As estrelas estão acima do mar e são independentes dele, mas não podem, a 'priori', indicar ao navegante uma meta, elas só podem dizer-lhe – a partir do momento em que ele deseja um certo lugar aonde ir – 'por onde ir' para chegar lá. Quanto mais obediente às estrelas ele for, mais seguramente chegará ao destino desejado. Sem o desejo, no entanto, as estrelas são mudas. Elas só se tornam linguagem perante este algo anterior decidido no íntimo do sujeito e cujo nome é destino. O destino, portanto, está escrito nas estrelas e, porque está escrito, não está definido nelas, escrita e definição sendo coisas radicalmente diferentes.

Compreender como o destino está escrito ("maktub") e, portanto, não está definido de forma alguma, é o primeiro dos objetivos deste curso. A partir dessa compreensão, é possível pensar uma Educação orientada para a realização do destino de cada um.

Ao mesmo tempo, como a ideia de indivíduo – aquele que possui uma história pessoal e que pode pensar-se sem levar em conta a história dos outros e nem a história do Outro – é exclusivamente moderna, torna-se difícil para "o ocidental moderno" pensar "a realização do destino de cada um" fora de uma abordagem individualista.

No Sufismo, no entanto, o destino também corresponde ao destino da humanidade, ou seja, as pessoas não estão abstratamente separadas do todo. Ao contrário, o singular e o total constróem-se mutua e permanentemente.

Compreender como se dá a articulação entre os múltiplos "destinos" no Sufismo é o segundo objetivo deste curso. A partir daí, é possível pensar uma educação orientada para os outros e para o Outro.





 

 




 

PROGRAMA
 

1ª aula: educar para a realidade. O que é a realidade? A perspectiva do Sufismo, que é semelhante à de outras culturas, é bastante diferente da nossa sociedade no que se refere à noção de realidade. O destino escrito nas estrelas.

2ª aula: educar para o sujeito. O que é o sujeito? A ideia de sujeito é ocidental e moderna. No Sufismo, há várias abordagens para pensar o ser humano, algumas delas podem ser bastante úteis quando tentamos pensar a Educação.

3ª aula: estruturas de diferenciação das pessoas 1. A realidade, o todo, o exterior, as diferentes linguagens correspondem a "desenhos de diferenciação" dos homens: a ciência que estuda o "fora" é a mesma que estuda o "dentro".

4ª aula: estruturas de diferenciação das pessoas 2. Crítica às tipologias e diferenciações "fixas" das pessoas. Articulação entre pesquisas antigas e atuais em torno das noções de diferença e igualdade. Articulação entre Política, Educação e Espiritualidade.

5ª aula: as faculdades de conhecimento 1. O zodíaco medieval como uma estrutura de 12 faculdades de conhecimento. As consequências e as implicações de uma estrutura analógica de conhecimento.

6ª aula: as faculdades de conhecimento 2. As interações entre as faculdades de conhecimento, o jogo entre os universos intelectual, emocional e sensorial. Os estilos pessoais e as múltiplas conversas entre os estilos.



 

DOCENTE
 
Bia Machado, É pesquisadora em Educação e Filosofia da Educação, com ênfase no estudo do Sufismo. Formada em Psicologia, Doutora e Pós-doutora em Filosofia pela Universidade de São Paulo, com tese em Filosofia da Educação, autora do livro "Sentidos do Caleidoscópio" – ED. Humanitas.