• Home
  • Programação
  • Encontros de Buscadores
    Cartografias Espirituais e Práticas Contemplativas
    Tema: Os desafios de sensitivos ou empatas - como a meditação pode ajudar
Programação
Encontros de Buscadores
Cartografias Espirituais e Práticas Contemplativas
Tema: Os desafios de sensitivos ou empatas - como a meditação pode ajudar

Com Ana Paula Figueira de Mello
23 de agosto de 2019, sexta-feira,  das 19h30 às 21h30

Sensitivos (ou empatas) são pessoas que, desde a infância, percebem intensamente e são bastante afetados pela energia e o humor do ambiente e das pessoas que as cercam.

Apesar de todo ser humano ser sensível, os empatas são “esponjas emocionais”. Parecem não ter o filtro que outras pessoas têm para bloquear estímulos excessivos. Nem sempre desenvolvem a aptidão para lidar com tais emoções e sentimentos. Tendem a ficar confusos e não distinguir entre sentimentos e sensações próprios e dos outros ou do ambiente. Para se protegerem, podem se tornar distantes ou frios e rígidos, ou se envolverem em comportamentos de adição que desligam e entorpecerem os sentidos, emoções e pensamentos. Ou ainda podem se tornar ansiosos.

As práticas meditativas oferecem ao sensitivo um caminho de maior contato com a realidade imediata e o momento presente, permitindo a ele acessar um espaço de serenidade, discernimento e maior autonomia, liberdade de escolha e governabilidade do mundo interior. Permitem ainda uma limpeza dos excessos emocionais clareza para distinguir entre o que é próprio e o que é do outro ou do ambiente. É um caminho para o autoconhecimento e saúde mental e emocional.

Para o sensitivo que tem tanto acesso a informações e sentimentos dos outros, a ética, o respeito, o discernimento e uso compassivo e correto do mundo do outro é prioridade. Também nesse aspecto mais consciência e contato com a própria humanidade é fundamental.

Cada um de nós, à sua maneira, tem a capacidade nata à empatia, à sensibilidade e à colaboração. Com o estilo de vida frenético da nossa sociedade, o excesso de estímulos, cobranças e medos devemos e podemos criar recursos para mais serenidade, autoconhecimento e reconhecimento das nossas emoções e limites, a fim de fazer melhores escolhas e adotar hábitos de autocuidado e conexão ainda mais saudável, amorosa e compassiva com os outros e o mundo que nos cerca.

Podemos preservar nossa sensibilidade sem que ela nos sobrecarregue ou esmague, mas nos faça florescer.






 

 



PALESTRANTES



Ana Paula Figueira de Mello é terapeuta. Formada em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi, e em direito pela UNIP, tendo feito ainda cursos de história e artes. Iniciou seus estudos de terapia e Energy Healing na Barbara Brennan School of Healing nos EUA, e fez inúmeros cursos sobre o assunto. Participou de treinamentos em Wellness & Health Coaching pela Carevoluiton, e Wellcoaches School em San Antonio, Texas. Pós-Graduada em Bases da Medicina Integrativa pelo Instituto de Saúde Albert Einstein, Formada em Yoga pelo IEPY e em Atenção e Concentração nas Práticas Meditativas pela Associação Palas Athena.   



 

INSCREVA-SE

    
Entrada Franca
 

 



  
ATENÇÃO: Ao efetuar sua inscrição, a vaga será reservada exclusivamente para você. Caso desista ou não possa comparecer, por favor entre em contato com a equipe da Palas Athena através do telefone 3050-6188 ou e-mail contatocef@palasathena.org.br, para que possamos dispobilizar sua vaga para outra pessoa.