• Home
  • Programação
  • Cancelado: Arteterapia Aplicada para
    Profissionais da Educação
Programação
Cancelado: Arteterapia Aplicada para
Profissionais da Educação

Com Mônica Guttmann
11 de outubro de 2019, sexta-feira, das 10h às 13h


A arteterapia em suas mais variadas aplicações é um poderoso canal de expressão e transformação de imagens internas e conteúdos emocionais, que são vertidos através de expressões artísticas. Além de ser usada em atendimentos clínicos, ela tem grande eficácia em contextos profissionais diversos.

O objetivo destes encontros será oferecer uma oportunidade a profissionais de distintas áreas a terem contato com as técnicas e as possibilidades de utilização da arteterapia em seu trabalho.

Literatura, criação literária, pintura, modelagem, música e teatro serão algumas das expressões que exploraremos, tanto na teoria como na prática.


Arteterapia Aplicada para Profissionais da Educação

Tanto a educação quanto a terapia têm como propósito ajudar crianças e adultos a aprenderem sobre si mesmos, sobre os outros e sobre o mundo da maneira mais viva, curiosa, criativa e receptiva. “Conhece-te a ti mesmo“ é determinante para qualquer aprendizado em qualquer faixa etária.

E um espaço para a Arteterapia na educação é uma possibilidade preciosa para promover expressão e consciência de sentimentos e emoções que, na maioria das vezes, são sublimados e escondidos pelas solicitações e pressões do cumprimento do curriculum escolar e da futura vida profissional.



 

 



 
DOCENTE

Mônica Guttmann, Psicóloga formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), arteterapeuta e escritora. É professora do curso de formação em arteterapia pelo Instituto Sedes Sapientae e professora convidada em universidades, instituições e espaços culturais no Brasil e no exterior. Tem vários livros publicados, tanto para o público infantil quanto adulto. Atende crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias em seu consultório particular e oferece assessoria para instituições de educação e saúde . Acredita que em nossas crianças (internas e externas) moram intensas e profundas feridas assim como nossa maior fonte de cura, criatividade, consciência e amor.